NOVA PROVA DE VIDA NO INSS É DEFINIDA ENTENDA O CASO E NÃO PERCA SEU BENEFÍCIO

Em 24 de janeiro de 2023 o INSS redige portaria que regulamenta procedimentos para comprovar a vida dos beneficiários

Todo ano é realizado um procedimento para verificar se o beneficiário de algum benefício de longa duração do INSS está vivo.

A responsabilidade para comprovar se a pessoa beneficiária de benefício está viva ou não, cabe ao INSS. Que utilizará os dados para comprovar.

Com o recebimento de dados dos outros órgãos do governo, o INSS vai comparar com os dados que já tem cadastrados em sua base.

A partir da data de aniversário do titular do benefício, o INSS irá ter 10 meses para comprovar a vida da pessoa.

Mesmo não sendo obrigatório, o segurado poderá sim fazer a sua prova de vida como nos anos anteriores.

Se o INSS não conseguir comprovar  O segurado terá 60 dias, após a emissão do comunicado, para realizar a Prova de Vida.

Não conseguindo fazer a Prova de Vida o INSS consultará em seus dados a localização do beneficiário e programará uma visita.

Nos 30 dias com o benefício bloqueado, a pessoa deve realizar a prova de vida indo presencialmente ao banco ou caso queira ir até uma agência do INSS.

DATA DE REDAÇÃO: 24/01/2023 REDATORA: JÚLIA FONTE:SITE DO INSS VEJA A MATÉRIA COMPLETA